Como funcionam as estais que sustentam as pontes?

24 de setembro de 2015 Ponte estaiada

Pontes estaiadas são suspensas por cabos de aço (os chamados estais, que dão origem ao nome estaiada), conectados a uma torre ou mastro com a função de dar sustentação às suas pistas.

A ponte Octávio Frias de Oliveira, em São Paulo, é um marco na arquitetura nacional e é feita por feixes de cabos que variam de 15 a 25 cordoalhas de aço, revestidas por uma bainha de polietileno amarelo, cuja finalidade é proteger os estais da chuva, do vento e dos raios do sol.

São 492 toneladas de aço, que se fossem colocadas lado a lado daria para percorrer 378 mil metros, equiparável à distância entre a cidade de São Paulo e a de Ourinhos (370 km). O maior estai tem 195 metros e o menor 78 metros. A distância entre os estais é de 7 metros do lado do rio, e de 6,5 metros do lado do sistema viário. Conforme o arquiteto João Valente, projetista da ponte estaiada, “a cor amarela dos estais foi escolhida por razões estéticas. A idéia foi montar uma espécie de ‘rede de luz’ no meio do céu”.

 

Fonte: Portal Metálica. Construção Civil

Deixe um comentário

Digite os caractéres abaixo

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Rua José Pascowitch, 153 - Raposo Tavares - CEP 06149-070 - Osasco - SP - Telefone: (11) 3508-0900

Consultoria SEO